As Capas Originais das Primeiras Edições da Revista do Linux

A Revista do Linux, editada pela Conectiva, foi a primeira revista especializada em Linux e Softwares de Código livre e aberto do Brasil; quem sabe até da América Latina. Ela teve o seu primeiro número publicado em dezembro de 1999 e encerrou suas atividades com o número 50, no ano de 2004.

Revista do Linux

Foi muito interessante criar uma revista do zero. Fizemos história na época. Mas a queda do mercado editorial forçou o seu cancelamento prematuro.

Os primeiros 19 números da revista foram ilustradas pelo Alex Lutkus, que por sinal também ilustrou o último livro do Aurélio. Além disso ele teve até ilustrações premiadas e usadas pela Nasa/ESA!

O Alex acabou se tornando um grande amigo. Atualmente trocamos emails diariamente e falamos sobre inúmeros temas, desde desenho, livros, astronomia, música, histórias em quadrinhos e tantas outras coisas mais. Até vou publicar aqui algumas das conversas que tivemos. Acho que você irá gostar! 🙂

Numa destas conversas resolvemos resgatar as capas originais das primeiras edições da Revista do Linux. Capas limpas, sem títulos, chamadas ou qualquer outra coisa. Somente as ilustrações do Alex, em alta definição. Elas são ótimas para quem conheceu as capas na época, revendo-as agora mais puras.

Capas Originais Revista do Linux

Segue abaixo as capas originais, com links para arquivos com maior resolução:
Revista do Linux 01:

Rodrigo: Nesta edição lembro de um telefonema entre a gente, a respeito da capa da revista número 01. Você tinha feito o mouse com dois botões, e eu reclamei, dizendo que mouse de dois botões era de Windows; que o mouse do Linux/Unix tinha que ter três botões. Lembrando hoje isso é hilário 🙂

Além disso impliquei até com o pontinho que você colocou no monitor, achando que era algum erro, e que no final você me disse, educadamente, que era “estilo” 🙂

Alex: A história do “pontinho” me lembro muito bem e, quanto ao mouse bem… eu sempre usei o do Mac que tinha apenas um botão 🙂

Revista do Linux 01

Revista do Linux 02:

Rodrigo: Esta foi bem legal, mas ela me dá uma certa estranheza. Não sei se é por causa de todo o vazio que ela remete. Só tem uma cadeira, sem pessoa alguma. O piso aumenta mais ainda a sensação de vazio.

Alex: Lembro que havia sido feito o pedido explícito por uma carteira/cadeira escolar e a minha principal (e preferida) proposta para essa capa na verdade era uma opção bem mais estilizada. Até hoje ainda acho essa proposta não publicada, graficamente muito mais forte, sintética e interessante mas, na época mesmo com a opinião favorável de várias pessoas daqui não houve quem convencesse o pessoal da RdL a aceitá-la.

Creio que por ser a segunda capa ainda não haviamos construído uma confiança e respeito mútuos e acabou ficando a opção mais realista. Talvez a estranheza que você comenta seja resultado dela não ter sido feita como, pelo menos eu, acreditava que deveria ser.

Revista do Linux 02

Revista do Linux 03:

Rodrigo: Esta é muito tosca. Foi feita na correria ou a idéia foi esta mesma? 🙂

Alex: Concordo plenamente.

O contraste com as outras torna isso ainda mais evidente.

Não que os motivos justifiquem mas, sim, a correria e também a ausência de uma boa idéia, além na época da falta de alguns recursos digitais mais sofisticados levaram a esse resultado altamente questionável.

Tema por tema (software livre) na primeira edição fiz uma ilustração muito melhor o que, agora recordo, tornou mais difícil tratar novamente o mesmo assunto de maneira original.

De qualquer maneira, é preciso ser honesto e não só reconhecer, mas aprender com os erros.

Revista do Linux 04:

Rodrigo: Genial esta capa, apesar do conceito ser simples. esta falava dos
bastidores do desenvolvimento do Conectiva Linux 5. E nada melhor do
que alguém espiando, ainda mais por trás de um CD.

Alex: O que mais me agrada nessa ilustração é a construção geométrica que criou um “grid” onde as formas dos elementos surgem do cruzamento e continuidade dos traços. Algo que, de forma mais ou menos explícita adotei como estilo .
Uma mesma linha se prolonga desenhando várias áreas de acordo com sua interseção com outras.

Como se tratava do lançamento da versão 5.0, basta olhar com cuidado para perceber que todos os elementos na verdade nasceram a partir dos círculos centrais que representam um CD.

Cromaticamente essa imagem também me agrada bastante e está entre as que mais gosto.

Revista do Linux 04

Revista do Linux 05:

Rodrigo: Sempre me perguntei se você não tinha pensado na piadinha do elefante e da formiguinha quando fez esta capa… 🙂

Alex: Sem qualquer dúvida. Como falava de “Grandes & Pequenos” …

A simplicidade dos traços me agrada mas, essa é uma imagem que, mais do que qualquer outra dessa série, dependia muito de todos os outros elementos da capa como título, chamadas, etc. Olhando-a assim fica muito vazia … Algo que não ocorre com a capa 12 que, mesmo tendo igual predominância de branco, possui uma dinâmica totalmente diferente.

Revista do Linux 05

Revista do Linux 06:

Alex: Para ver que, mesmo tendo a sorte de trabalhar única e
exatamente com aquilo de que mais gosto que é Ilustração e
Design , nem tudo são rosas no dia-a-dia profissional.

Apesar de não me desagradar o resultado final e o conceito
adotado, a capa 06 me proporciona recordações extremamente
desagradáveis por motivos bem diferentes.

O atraso no envio das matérias ( essenciais para que eu criasse
todas as ilustrações da revista ) estava começando a se tornar um
entrave e, no fim eu e o pessoal da produção gráfica é que acabávamos
tendo que correr como loucos para fazer tudo dentro do prazo
de fechamento.

Bem, nessa edição a demora estava se tornando extremamente
preocupante, tanto que estive a beira de um ataque de stress, e realizei
tudo sob a tortura de uma infernal dor de cabeça e indisposição
estomacal que se prolongaram mais uma semana inteira e para
além do término do trabalho.

Frescura? Não. Responsabilidade para com compromissos assumidos.

Algo que ninguém na RdL até hoje ficou sabendo e na verdade
poucos sabem, é que por conta desse mal estar, tive que cancelar uma
viagem à Escócia que iria fazer logo em seguida.

Será que vale a pena trabalhar desse jeito? Uma lição não sei até
que ponto aprendida …

Bem, um dia alguém da Conectiva vai me pagar todas as doses de
Glen Garioch, Royal Brackla e Laphroaigh 12 anos que deixei de
tomar nas Highlands por conta disso!!!

De qualquer forma, Londres foi uma opção logo depois e as Beamish
Stout, Foster’s e Strongbows nos Pub’s ao som de Beatles tiveram um
muito sabor especial.

Uma boa viagem tudo cura …

Rodrigo: É, acho que os problemas estomacais e a dor de cabeça acabaram influenciando no resultado final. Realmente esta é a pior capa de todas. Até parece que dá para ver que ela estava sem inspiração. 🙁

Alex: Ainda acho a Capa 03 pior do que essa 🙂 🙂 🙂
Internamente esse conceito dos “brinquedos” possibilitou
até umas ilustrações bacanas (apesar do episódio da dor de cabeça)
tais como um Mouse com Rodinhas que parecia um Carro e um Jogo de Ligue os Pontos que formava um Pinguim com uns Crayons bem
realistas.

Revista do Linux 06

Revista do Linux 07:

Alex: A capa 07 é uma das que lembro bem da ocasião em que foi
feita por vários motivos.

O conceito não sei bem de onde surgiu pois as vezes o processo
de criação era coletivo, mas recordo bem que o pedido era por
uma capa “forte” e o pessoal da redação achou no final que essa
imagem havia satisfeito seus desejos.

Outra coisa que me marcou durante sua confecção foi que, como
havia se tornado muito mais habitual do que eu gostaria, novamente
os textos foram entregues a mim pela redação em cima do prazo de
fechamento da edição e era preciso correr muito não só para ter uma
boa idéia bem como evidentemente entregá-la a tempo.

Considerando-se que haviam muitas ilustrações internas na mesma
situação isso não era das tarefas mais agradáveis e, as longas horas
madrugada a dentro para a realização dessa capa, inevitavelmente me
vem a memória sempre que a vejo …

Felizmente como um todo, o resultado realista e a composição me
agradam até mais do que o conceito própriamente dito.

Rodrigo: E não é só o software livre que vive de reutilização de código. Essa capa me lembra uma outra ilustração sua que tem o coldre e a cartucheira. 🙂

Revista do Linux 08:

Rodrigo: Achei esta a capa mais bonita de toda a coleção. Ela é forte e intrigante. Nos faz pensar, independente do tema.

Alex: Quanto a capa 08 também é a minha predileta entre as que fiz para a RdL. Na verdade esse é um trabalho que está sempre entre as ilustrações que seleciono para o portifólio, como pode ser comprovado neste link.

Revista do Linux 08

Revista do Linux 09:

Alex: Quase não havia alternativa para a idéia sobre o tema da capa
da edição 09. O mais divertido foi, utilizando elementos de informática, desenvolver os grafismos simulando os de uma cédula. Eu já havia feito algo semelhante alguns anos antes sobre o tema “inflação” para a Editora Azul, só que com técnicas tradicionais tais como tinta acrílica, tira linhas, pincel e aerógrafo.

Nessa capa da RdL, já contando com a Computação Gráfica, a experiência foi bem mais interessante pela facilidade em criar texturas, aplicar o lettering, etc. por meio desses recursos.

Um detalhe é o minúsculo texto na nota onde se lê : Torvalds Seja Louvado. Na ilustração interna da matéria criei várias moedas bem realistas usando evidentemente elementos de inspiração digital e “valores” tais como “1Mega” 🙂

Foi divertido.

Rodrigo: A da louvação à Torvalds eu não me lembrava mais. Show! 🙂

Revista do Linux 09

Revista do Linux 10:

Alex: Dessa ilustração também gosto muito.

Feita por meio de uma combinação de imagens geradas em 3D e outras
bidimensionais, considero o resultado bem realista, a composição dinâmica e principalmente o conceito dos “Arquivos Digitais” tão explícito que dispensaria até ter tido um título.

Revista do Linux 10

Revista do Linux 11:

Alex: Sem saber exatamente “o que”, essa capa me agrada bastante.

Talvez a construção bem geométrica, a simulação do 3D por meio exclusivo de gradações de cor e simulações de luz e sombra.

Os vários conjuntos radiais de pontas no fundo e os icones capturados de uma tela Linux sobre o fundo prêto combinaram-se de maneira que considero enxuta e sofisticada. Na verdade perdi a conta de quantas outras opções experimentei (todas com engrenagens) até me decidir a apresentar essa.

Revista do Linux 11

Revista do Linux 12:

Alex: A idéia para essa capa que comemorava o aniversário de 01 ano da RdL me veio a mente quase de imediato e acabei mantendo-a como opção final. Associar a primeira revista Brasileira sobre o assunto com o maior esporte nacional e a comemoração de um gol foi praticamente natural. Gostei muito de cuidar de detalhes como o pattern com pequenos computadores aplicado na camisa, a sola da chuteira bem como principalmente do movimento do pinguim.

Conforme observei anteriormente, apesar de todo o branco, essa é uma imagem onde outros elementos como título e textos de chamada não fazem falta. A abertura dessa matéria foi uma página dupla com um time inteiro de pinguins! Creio que hoje não teria mais paciência para uma ilustração com tantos elementos.

Revista do Linux 12

Revista do Linux 13:

Rodrigo: Esta é uma das capas mais bem resolvidas. Ela falava do kernel, e o Alex escolheu um coração para representá-lo. Na época até cogitamos em trocar o coração por um cérebro, mas iria perder o charme. Nas artérias correm códigos reais do kernel, que passamos para ele insulflar as suas veias digitais.

Alex: Essa é outra das que mais gosto. Independentemente do processo criativo que levou a optar por esse conceito para traduzir o tema da capa dessa edição, chegar a um resultado anatomicamente realista e ao mesmo tempo de aspecto “tecnológico” foi um grande desafio.

Na época o Marco, que fazia a direção de arte da revista, foi bastante refratário a essa idéia justamente por achar que o primeiro aspecto era
predominante!

No entanto, alguns anos depois, me confessou ter tornado-se essa uma
das ilustrações que ele mais gostava.

Rodrigo: Haha, e do que o Marco não era contra? Ainda tenho até hoje as forminhas de gelo de pinguim que ele me mandou 🙂

Alex: Interessante é notar que o processo criativo muitas vezes continua ocorrendo e forma inconsciênte bem depois de finalizada e publicada uma idéia. rova disso é que passado um bom tempo, de repente me veio a mente uma solução que poderia ter equilibrado melhor os dois componentes dessa imagem e que seria ter simulado um interior translúcio para o coração dentro do qual se poderia ver sutilmente um CD ou HD …

Revista do Linux 13

Revista do Linux 14:

Rodrigo: Essa é cômica e elegante ao mesmo tempo. Uma mistura de aventureiro e investigador, tentando desvendar os segredos do /etc.

Alex: Sua memória a respeito dos temas de cada capa é bem melhor do que a minha!

Um dos desafios era tentar fazer uso de diferentes estilos para que
elas não ficassem muito parecidas. Principalmente relativas a edição
imediatamente anterior.

Em uma abordagem totalmente oposta ao realismo da capa da edição
13 e, beneficiado pelo tema, adotei a linguagem do cartoon e exagero
extremos, fazendo uso de uma característica de muitas de minhas ilustrações nesse estilo que é buscar similaridades geométricas nos diferentes elementos que as compõem. Nesse caso as formas arredondadas onde, muito sutilmente, o círculo branco buscava sugerir uma “lente” reforçando o conceito da “busca”.

Note que o mouse pendurado no bolso, corretamente, em se tratando de Linux, em os 03 botões ! Eu porém continuo fiel aos Mac’s cujo mouse, faz tempo, já não tem botão nenhum 🙂

Revista do Linux 14

Revista do Linux 15:

Alex: O trocadilho de Quebrar as Janelas (Windows) foi o mote para essa imagem. O que mais gostei foi ter usado um pinguim da espécie Imperador como modelo e a quantidade de pequeninos detalhes tais como as penas, suaves transições de cor, luz e sombra e até duas minúsculas gôtas de saliva, dando-lhe um aspecto de uma ilustração feita com técnicas tradicionais tais como aerografia e pincel (as quais na verdade foram as que mais usei durante muitos anos antes da computação gráfica).

Rodrigo: É, este foi o pinguim mais realista que você fez na revista. Gosto dele nesta capa.

Revista do Linux 15

Revista do Linux 16:

Alex: Essa é outra das capas de que não gosto e na verdade não lembro bem qual o tema que a originou.

Na época eu não tinha muitas ferramentas para modelagens digitais orgânicas e o Pinguim, apesar de representar um brinquedo, acabou ficando muito “duro”. O ponto que considero positivo é a sutil alusão feita à Bandeira do Brasil por meio do computador verde e o losango formado pelo seu interior amarelo.

Revista do Linux 16

Revista do Linux 17:

Alex: Mais uma das capas “fortes” solicitadas pelo pessoal da RdL onde aparentemente a “força” ficou associada a munição mostrada na Capa 07.

Técnicamente falando, com exceção da “bala”, nada nessa imagem foi feito com recursos de programas 3D. Foi uma perspectiva construída a moda antiga. Enfim, em tempos tão violentos, não sei se hoje eu concordaria com uma capa como essa…

Rodrigo: E aí aparece o pinguinzinho de novo. Ele apareceu em várias capas 🙂

Revista do Linux 17

Revista do Linux 18:

Alex: Creio que eu já estava meio no clima de “fim-de-festa” sabendo (ou prevendo) que essa seria uma das últimas capas e, mesmo não querendo e não devendo deixar que isso comprometesse o resultado do trabalho, me parece que inconscientemente não consegui evitar.

Mesmo assim o pinguim em primeiro plano está bem caprichado e, a ilustração da  página de abertura com ele fazendo malabarismo com esferas coloridas, na minha opinião, ficou bem bacana e é até hoje uma imagem da qual gosto bastante. Não me recordo porque não foi ela a imagem da capa …

Voltando a esta, sempre que olho a sombra gigante do pinguim  me lembro do deus Órus da mitologia egípcia 🙂

Revista do Linux 18

Revista do Linux 19:

Rodrigo: Esta me pareceu um adeus mesmo. Intencional?

Alex: O período em que fiz ilustrações para a RdL, não só as capas mas todas as ilustrações internas de cada edição, foi muito agradável e, pela predominante liberdade de criação entre outras coisas, uma das melhores publicações para a quais já desenvolvi trabalhos. Sem qualquer dúvida foi muito chato saber que essa parceria estava findando. Não tenho dúvidas de que esse sentimento transpareceu não só nessa minha capa, mas talvez em todas as imagens internas.

Sobraram ótimas recordações, várias imagens que provavelmente irei para sempre colocar em qualquer conjunto de meus trabalhos e, acima de tudo a retomada, não me lembro exatamente quando nem porque, do contato com o Rodrigo que, feito de maneira esporádica a partir da descoberta do interesse mútuo nos mais inusitados vários assuntos (os quais podem sem qualquer nítida interrupção passar de paleontologia para Bjork e continuar rumo ao mais inusitado dos temas) evoluiu felizmente para uma de minhas maiores amizades. Só isso já bastaria para ter feito a participação nessas 19 edições ter valido a pena!

Revista do Linux 19

Para ver os artigos, acesse a página do Augusto Campos, que possui todo o conteúdo original da Revista do Linux até o número 44. Veja também os editoriais que escrevi para cada número da revista.

This entry was posted in Conectiva, Pessoas, Tecnologia. Bookmark the permalink.

12 Responses to As Capas Originais das Primeiras Edições da Revista do Linux

  1. Pingback: Bons tempos que nunca morrem: as primeiras edições da Revista do Linux. « Linux… e mais coisas

  2. Diogo says:

    Legal… não tenho nenhuma );
    Depois que parou de ser publicada, foi liberada alguma ? em pdf ou algum outro formato… fiquei curioso para saber como era. (:

  3. Pingback: As Capas Originais das Primeiras Edições da Revista do Linux - Hugo Dória

  4. Renato says:

    Não sei se é permitido isso aqui, mas estou vendendo minha coleção de 13 Revistas do Linux (inclusive as de nr. 1 a 8) com o CD que a acompanhava: http://lista.mercadolivre.com.br/_CustId_6072535 .

    Coloquei à venda também um box original completo do Conectiva Redhat Linux versão Marumbi que comprei em outubro/1998. Acompanha até a nota fiscal da Conectiva preenchida à mão e o disquete de boot de 3 1/2″. Lembra disso, Rodrigo?

    Em tempo, parabéns pelo blog, Rodrigo! Até já assinei o feed. É muito bom lembrar desses bons e nem tão velhos tempos.

  5. bb says:

    pena que parou de ser
    publicada :O(
    e parabéns pelo blog tá muito
    bacana..

  6. Aurélio says:

    Que SHOW esse texto Rodrigo.

    Que idéia brilhante você teve, e que bom que o Alex topou participar.

    As capas originais em bom tamanho, explicadas pelo próprio criador. Que oportunidade única de conhecer o que acontece por baixo dos panos, antes de ver tudo ali pronto na revista.

    Mandou muito bem amigo!

  7. Pingback: Galeria de ilustrações originais das capas históricas da Revista do Linux

  8. Caio César says:

    Fantástico!

    Bons tempos aqueles…

  9. Paulo says:

    Excelente artigo. Valeu!!!!!!!!!!
    Realmente uma pena o fim da revista do linux.

  10. Pingback: Criando relação de distribuições Linux brasileiras | MaxINFO

  11. Pingback: Por que Criei o Transpirando — Transpirando.com.br

  12. Pingback: Por que Criei o Transpirando — Transpirando.com

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *