Como Meditar em Qualquer Lugar, Fazendo Qualquer Coisa

April 8, 2008 on 9:48 pm | In Cool, Entretenimento, Esportes, Música | 9 Comments

Em junho de 2003 comecei a praticar Yoga. Entrei para ver se conseguia melhorar uma dor no pescoço que tinha já a algum tempo. Depois de um ano saí sem acabar com a dor no pescoço. Na verdade eu tinha uma hérnia de disco, e o Yoga não conseguiria arrumar isso de jeito nenhum. :-)

Gostei muito do tempo que passei praticando Yoga. Seja na melhora do físico, com os ásanas, seja o que aprendi a respeito da meditação.

A meditação é quando você libera a sua mente dos pensamentos. Quando você consegue esvaziar a cabeça e não pensar em mais nada.

No Yoga aprendi que é possível meditar em praticamente qualquer lugar e fazendo qualquer coisa. Foi assim que entendi que eu estava meditando enquanto praticava o surf. E o que mais me chamou a atenção foi que eu conseguia surfar melhor quando não pensava, simplesmente remava e entrava na onda. Quando tentava pensar o que fazer acabava me embananando e errando a execução da manobra. E isso não era um movimento mecânico, mas sim uma resposta do meu corpo a um instinto mais primitivo. Descobri que a melhor maneira de surfar era simplesmente remar e entrar na onda, sem pensar muito em como fazer isso. Eu tinha que liberar a minha mente dos pensamentos. Eu tinha que meditar!

E é aí que entra o Frets on Fire. Ele é um clone do Guitar Hero, um simulador de guitarra para ser jogado (ou tocado) no computador. E o melhor, é grátis, não precisa pagar nada por ele!

Frets on Fire

Me empolguei logo de cara! Colocar uma música conhecida, que você gosta a anos e tentar acompanhá-la com o teclado do computador parece uma coisa meio idiota. Mas antes de criticar, sugiro que teste por você mesmo. Me senti o próprio Tommy Iommi quando toquei Iron Man, do Black Sabbath, pela primeira vez. :-D

Depois de uns dias jogando entendi que jogava melhor quando não tentava conscientemente acompanhar as notas. Eu simplesmente tocava, repetindo as notas e tendo um placar melhor do que quando tentava me esforçar para acertar melhor. Bingo, estava meditando de novo! Notei isso também no jogo tranquility, mas não tão forte como no Frets on Fire.

As músicas que mais gostei de tocar até agora foram: Symphony of Destruction, do Megadeth; Behind the Mask, do Anarchy Club; Ziggy Stardust, do David Bowie; O Love Rock and Roll – Joan Jett; e até o rock de arena mela cueca More Than a Feeling, do Boston. :-)

Frets on Fire

E isso acontece em outras coisas que faço, onde noto que a minha performance melhora, seja fazendo musculação, pedalando em uma corrida de aventura, correndo a pé pelo parque ou lendo. No final das contas acho que dá para adaptar isso a praticamente qualquer esporte ou atividade da sua vida; só é preciso praticar um pouco.

Eu meditando a 70km/h

Isto é uma coisa meio difícil de ensinar e explicar. Já vi escritores dizendo que chega uma hora em que não pensam mais no que estão escrevendo, simplesmente os dedos percorrem o teclado. Normalmente falam em algo como uma conexão direta do cérebro para o teclado.

Quando corro não penso muito, mas deixo o ritmo das passadas e da respiração fluir, mesclando um com o outro. Quando vejo já estou no final da corrida. O que parecia difícil e longo acabou sendo prazeiroso e curto.

Provavelmente você já sentiu algo parecido na sua vida. Se puder compartilhe aqui também! :-)

9 Comments »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

  1. Acho que o que você chama de meditação eu chamaria de ‘estar em piloto automático’, ou ‘get in the zone’, enfim. Isso acontece em muitos lugares, (pra mim acho que é dirigindo, ou quem sabe andando por aí, ou sei lá, escrevendo código)

    Ah sim Guitar Hero >>>> FoF :D

    O guitar controller muda completamente a experiência, mesmo as músicas sendo as mesmas, e os gráficos de fundo diferentes também são divertidos (e FoF não tem star power, pô).

    E guitar hero não é guitar hero sem Sweet Child O’Mine :P :P :P :P

    Comment by Tabgal — April 9, 2008 #

  2. Oi Tab!

    É, tem várias nomenclaturas para meditação. Acho que é a forma das pessoas verem a experiência. Mas o “get in the zone” já havia lido em vários lugares. O importante é entrar no clima e sentir. :-)

    Comment by Rodrigo Stulzer — April 9, 2008 #

  3. Bom, acho que não é a mesma coisa, pois você disse que a mente deve não pensar, mas eu melhoro meu desempenho quando procuro pensar na ( e somente na ) atividade que estou fazendo, principalmente se eu for um iniciante na atividade.

    Comment by Diogo — April 9, 2008 #

  4. HI,
    EU ADOREI SUA MATÉRIA….POR ONDE VOCÊ ANDOU,ENQUANTO NÃO MEDITAVA?
    BEIJOS DA LINDSAY

    Comment by LINDSAY — July 16, 2008 #

  5. cara 2pratico a meditaçao enquanto luto, meus esportaes sao capoeira, boxe kung fu e outros mas todos de combate e sim meu reflexo aumenta minha força e tbm precisao do golpe qudo simplesmente flui mas pra isso preciso de um click cerebral eu desligo minha mente enquanto ouço rock. ja li muito sobre yoga mas so o tântrico, sem rock me concentro na luta e ela se torna mais cansativa e meus reflexos perdem tanto a velocidade como noçao de força tem alguma dica pra mim???? valeu cara ate a proxima

    Comment by miguel — January 2, 2009 #

  6. EU e minha prima gostaria de aprender a meditar vc pode nuns dá uma dica?
    e para aonde as pessoas vão quando meditam?
    adorei sua matéria

    Comment by karina e keila — February 11, 2009 #

  7. Nossa…
    Acontece isso comigo quando toco Guitar Hero
    Eu relaxo completamente e
    ouça a musica.
    So depois de começar a fazer isso que consegui tocar no expert. =D

    Comment by Rafael — February 21, 2009 #

  8. [...] Já falei algo parecido, no meu blog pessoal. [...]

    Pingback by Zen nos Esportes — Transpirando.com — March 5, 2009 #

  9. rapa show!!!
    nem ti conheço ,mais obrigado.
    isso mi ajudo muito na corrida,no judo,karate,e no box.
    vlw

    Comment by BrUnIn — December 17, 2009 #

Leave a comment

XHTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Powered by WordPress with Pool theme design by Borja Fernandez.
Entries and comments feeds. Valid XHTML and CSS. ^Top^