Gengibirra da Vó Geni

A algum tempo atrás bebi um refrigerante feito de gengibre. Bebi porque lembrei que quando eu era criança minha Vó Geni fazia Gengibirra em casa. Como eu não gostava, nunca dei muita bola… até aquele dia.

Daí a gente fica mais velho, os gostos mudam e a saudade bate. Foi quando experimentei o refrigerante e gostei, ainda mais comparado com as Coca-Colas da vida. Nesta hora resolvi que queria fazer a receita de gengibirra da Vó Geni.

Conversei com a minha mãe e ela me falou que a Tia Neide fazia sempre. Liguei para ela e peguei a receita.

Então vamos lá, em etapas. A receita rende 15 litros:

Ingredientes

500 gramas de gengibre

2 kg de açucar cristal

2 colheres rasas de sopa de fermento Fleichmann (biológico seco e granulado)

15 litros de água

2 claras em neve

 

Modo de preparo

Pegue os gengibres e corte. Minha tia falou para esmagá-los também. Juro que tentei, mas o meu socador não deu conta do recado. Como não queria usar o martelo, só piquei eles mais miúdos.

Coloque os gengibres picados em uma panela grande e junte os 2 quilos de açucar cristal. Coloque 5 litros de água e após começar a borbulhar deixe ferver por 30 minutos.

Desligue o fogo e deixe a panela descansar e esfriar. Depois que já estiver a uma temperatura baixa, coloque a mistura em um balde plástico com tampa. Feche e deixe descansar por um dia, colocando um bom peso (de pelo menos 5kg) em cima da tampa. 

No outro dia abra o balde e coloque os outros 10 litros de água. Assim você terá a mistura que fez no dia anterior (5 litros de água + gengibres + açucar cristal) e a água restante. Você já deve ter notado que o balde tem que ser grande, comportando os 15 litros de água mais o resto! :-)

Coloque então as duas colheres de fermento e mexa tudo. Bata as claras em neve e depois espalhe-as em cima da água de gengibre. Você vai ver que parece que vai faltar claras para que se preencha toda a superfície da mistura; não se preocupe. Dê umas batidinhas na clara, em cima da água mesmo. Ela vai se dissolver um pouco e logo toda a clara em neve estará cobrindo a água de gengibre. Feche novamente a tampa e recoloque o peso em cima.

Esta clara em neve tem duas funções: clarificar a mistura e ajudar no processo de fermentação.

Aguarde mais um dia (eu não disse que era rápido fazer gengibirra!) e daí abra a tampa. O aspecto da mistura vai ser parecida com a abaixo:

Pegue uma colher grande e retire tudo o que não for água: gengibres, clara em neve, sujeiras, etc.

Neste ponto você deve estar com o balde cheio de uma água sujinha, com um bom cheiro de gengibre no ar.

Pegue esta água e filtre, colocando-a em outro recipiente. Eu utilizei um pano de prato de cozinha. Mesmo coando, partículas menores ficaram no fundo das garrafas. Não se preocupe, é assim mesmo…

Depois de tudo isso é só engarrafar o líquido e guardá-los por mais dois dias, para que ele acabe de fazer a fermentação e esteja pronto para o consumo. Do segundo para o terceiro dia você já pode colocar as garrafas na geladeira para deixá-las prontas para experimentar.

Pronto!

Gostei muito do resultado. O gosto é muito melhor do que o refrigerante industrial e dá um amarguinho de gengibre no fundo da garganta. Da próxima vez vou diminuir o volume de açucar para deixá-la menos doce. Mas aí é gosto pessoal.

Se você fizer só tenho uma exigência. Esta é a Gengibirra da Vó Geni! Respeite a tradição e mantenha o nome. Já soube de um ucraniano que não respeitou e três dias depois foi atropelado por um ônibus. Tem também o alemão que não acreditou na história, começou a engarrafar com outro nome e sua filha nasceu com cara de gengibre. Cuidado, eu avisei! :-)

Obrigado Tia Neide por manter a tradição da família e repassá-la para todos nós.

E um grande beijo e abraço na minha querida Vó Geni, que já faz tempo que bebe gengibirras feitas no céu. Te amo, sempre!

22 Responses to Gengibirra da Vó Geni

  1. Rodrigo Reis

    Interessante, mas acho que colocando menos açucar a fermentação sera mais demorada.

    Talvez eu faça, mas achei muito trabalhoso :)

  2. Rodrigo Stulzer

    Oi Milhouse!

    É, já tinham me falado isso. Mas antes de fazer tenho que consultar a minha Tia, que é a expert da história!

    Abraços!
    Rodrigo

  3. Carla

    Achei adorável, vou providenciar um baldão e sair produzindo (com os devidos créditos, por segurança :-P)!

  4. bekinha

    Ro!!!!

    Adorei a ideia de divulgar a receita da vó Geni, e a foto ficou especial.bjsssssss
    bekinha

  5. WILMA E. WIESE SEARA

    ADOREI A RECEITA DA GENGIBIRRA DA VÓ GENI E ATÉ ESTOU SENTINDO AQUELE GOSTINHO DE SAUDADE.BEIJOS WILMA

  6. Marco Aurelio

    Faz cerveja, dá o mesmo trabalho !!!! hehehe

  7. Ana

    Adorei a receita, e nao se preocupe deixei com o nome da Vó Geni!

    bjss!!

  8. Luiz G Menezes

    Gostei da ideia(receita), lembrei-me da infância nos dias de festejos em Itaguatins-GO., valeuuu.

  9. Ricardo

    Vocês deveriam testar com casca de abacaxi. Fica parecendo um champagne.Não use clara nem fermento.
    Deixe fermentar por 5 dias, coe e ponha na geladeira. Ah, já ía esquecendo, se quizer também pode acrescentar um pouco de gengibre.

  10. Danilo

    Há muitos anos eu fiz está receita, aprendi com uma vizinha (que deve estar saboreando gengibirras no céu também, seu nome era Eugênia (lembra o nome da sua avó). Eu acabei perdendo a receita, mas agora vou poder voltar a fazer para as festas de fim de ano.
    Abraços

  11. Leoni

    Adorei encontrar esta receita , pois minha mãe sempre fez em casa para saborear nos fins de ano, mais nunca me lembrava de anotar a receita pois sempre a tinha para fazer, hoje ela não mais esta presente e farei para relembrar um pouco de tudo aquilo de bom que vivemos juntas. Não mudarei o nome tbm por precaução. Abraços.

  12. Domingueiras « Batata Transgênica

    […] Receita de gengibirra caseira no blog Empirical Empire. […]

  13. arlete

    Vou fazer hoje msmo,me lembrei que minha mãe tb fazia para as festas de final de ano,mais não tinha a receita!!Tb não vou mudar nada,por precaução rsrsrs!!

  14. Samy

    Oi Rodrigo, já bebi outras “gingerbeers” (no Canadá, Jamaica e St. Vincent) e digo que são muuuiitto melhores que a nossa tradicional e aguada Cini, pois são levemente picantes. Gostei da receita e vou fazer, só acho que vai muito açúcar e como sou diabético terei que substituí-lo por frutose e quem sabe um pouco de CO2 no final. Obs: O Gil tomou muita gengibirra artesanal quando era criança… Abçs.

  15. Sandra Pereira

    Gente
    Gengibirra tem sabor de infância. Minha mãe e todas as minhas tias sempre faziam no Natal e Ano Novo. Nunca me interessei em obter a receita…até que a gente envelhece e vai mesmo batendo a saudade. Obrigada. Manterei os créditos.

  16. nelso

    Pois é, com as velhice, as reminiscências.Eu tinha 14 anos e fiz.Aprendi com uma senhora, Dna. Didier. Não tenho mais a receita, mas lembro de ter usado gengibre,água, suco de limão e suco de laranja. Para o gás, usei uma erva chamada “cascara do Panamá.(lembro que algumas garrafas estouravam) Se alguém souber algo sobre esta erva, me dê um toque. ok ?

  17. Carlos

    A muuuuito tempo estava procurando essa receita… Meu pai fazia em casa na época de festas, e lembro que dava bastante trabalho pra fazer… A gente ficava torcendo pra que alguma garrafa “estourasse” lá no banheirinho nos fundos ((não dava nem pra entrar!), daí a minha mãe peneirava bem o que sobrava e dava pra gente…

    Aqui na Suiça eu também achei a Jamaica Ginger Beer, que é parecidíssima, mas vou tentar fazer assim mesmo, valeu…

  18. Leonora

    olá, a gengibirra que conheço é um pouco diferente dessa, é tradição na minha cidade, em um festival do dia de Rei e Rainha chamado de Marierrê, realizado todo dia 26/12 de cada ano, leva água gelada, água ardente e açucar. descascamos os gengibres e batemos em liquidificador com os outros ingredientes, a quantidade é a gosto. Fica uma delícia.

  19. ilza

    Adorei..fazia tempo que eu procurava a receita.
    Obrigada por compartilhar. Com certeza vou manter os créditos, pois não posso arriscar ficar com cara de gengibre na minha idade.Abraços e muita sorte…

  20. Loa De Martin

    Adorei. Já estou levando pra casa modi fazê pra festa junina aqui do sítio.
    É essa receita que um casal começou fazendo pra sua família, divulgou que era da Vó Geni, então ganharam na megasena, ficaram famosos e foram felizes pra sempre, né mesmo?
    Beijos.

  21. sandro zandomenico

    vai ai a reseita que minha vô fazia na itália;
    10 litros de agua
    300 gr. de gengibre socado
    2,0 kg. de acucar
    4 limões brancos
    1 buchinha de fermento enrolado em um pano
    obs: fazer do tamanho de uma bolinha de gude deixar tudo em um balde de plástico durante 24 horas,de repouso com os ingredientes.
    a buchinha de fermento deve ser amarrada com um barbante dentro do balde.
    MODO DE FAZER
    depois de 24 horas de repouso no balde, espremer os quatro limões que estava de molho dentro do balde, depois coar tudo que estava no balde para dentro de outro balde, e deixar mais 24 horas de repouso,é só engarrafar em garrafas de coca-cola 600mls. deixar na geladeira por mais 6 horas, e depois é só tomar.

    atencão. não e preciso ferver nada.

  22. Rui Carlos

    Conheci a “gengibirra” na minha infância, na década de 50. Era vendida no antigo Parque Amazonense, em Manaus, durante os jogos de futuebol, no carrinho de lanches do Vasco, juntamente com um sanduiche denominado “disco voador”. A gengibirra era servida gelada, em uma garrafa bojuda, que era a embalagem original de uma marca de leite de côco. Descobri, hoje, que a bebida era similar à histórica cerveja de gengibre “ginger beer”, porém sem álcool. Uma delas, a cerveja Brewed, teve origem na Inglaterra em meados do século 18 e tornou-se popular na Grã-Bretanha, Estados Unidos e no Canadá, atingindo um pico de popularidade no início do século 20 . O vendedor Vasco produziu artesanalmente uma bebida similar à cerveja inglesa, que era consumida em Manaus na época áurea de produção da borracha na amazônia. Até a garrafa era parecida.

Leave a Reply

Recent Posts

Archives

Topics