Corrida de Aventura para Iniciantes

Neste sábado participei da minha primeira Corrida de Aventuras, o Try On Adventure Meeting Extremaventura Ponta Grossa 2006. Eu já queria participar de uma corrida de aventuras há vários anos, mas nunca acabou dando certo. No ano passado fiquei com uma baita gripe e não rolou. Com este post espero ajudar quem quiser participar de uma corrida de aventura pela primeira vez com uma idéia geral da corrida e com algumas dicas que me passaram e que aprendi durante a prova.

Os Preparativos
Antes de nos aventurarmos na competição peguei dicas básicas com um amigo meu que já correu 3 provas. Além de me dar boas dicas (vide abaixo), ele me emprestou vários equipamentos e roupas que ajudam muito na competição. Valeu Minduim!!

O Nome da Equipe
Mais importante do que competir e participar da prova é saber achar um bom nome de equipe. 🙂 E para não fazermos papelão o nome da equipe acabou ficando Vegetarianos Furiosos. Digo “acabou ficando” porque tínhamos escolhido Vegetarianos e Furiosos, para fazer um trocadilho com o episódio do Papaléguas Velozes e Furiosos. Depois pedi para o organização trocar o Vegetarianos para Veganos, que batia mais com o Velozes, mas acabou não dando tempo. Comeram o “e” e no final das contas ficou como Vegetarianos Furiosos. E isso prova que os vegetarianos não devem nada em termos de condição e vitalidade física para os carnívoros! 🙂

A Prova
A prova ocorreu em Ponta Grossa, a 100km de Curitiba. Me surpreendi com as belezas naturais de lá, pois eu praticamente só conhecia a cidade.

A equipe foi formada pelo meu grande amigo Ruben Wageck, que conheci a uns 10 anos quando voávamos de parapente e por mim. Ruben é um experiente montanhista, além de coordenador de grupos de escoteiros. Por causa disso ele era o navegador oficial.

Na sexta-feira à noite participamos do congresso técnico, onde foi nos entregue o mapa da prova com instruções gerais e discussões com os atletas.

A prova teve um total de 40km, dividida em 7 Pontos de Controle (PC) e 5 Áreas de Transição (AT). A largada foi uma corrida de uns 200 metros até o PC1 onde estavam as bicicletas para modalidade de mountain bike. Este trecho teve um percurso de uns 13km entre fazendas e estradas do interior, chegando no PC2, numa nova transição de trekking passando por um rio e uma montanha em uns 3km. Nesta hora a navegação foi importante e assim conseguimos chegar em segundo lugar no PC3 onde ocorreu a transição para os ducks (caiaques infláveis).

Pegamos os ducks e os levamos por uma estrada por uns 500m até a Represa dos Alagados onde fomos até o final dela, totalizando uns 8,5km na água. O duck é bem difícil de controlar, ainda mais com o vento forte que estava ocorrendo na cidade. Nesta hora umas 3 equipes passaram da gente, provavelmente por já ter pilotado os ducks em outras provas.

Deixamos os ducks no PC4 para mais uma área de transição. Agora eram mais uns 7km de trekking até o ponto onde havíamos pego os ducks. Cortamos a estrada e seguimos pelo trilho do trem, o que nos poupou uns bons quilômetros. Chegamos ao PC5, onde havíamos pego os ducks e corremos por cima do morro novamente, chegando nas bicicletas. Começamos a pedalar para a etapa final, de uns 15km, até a chegada.

Na categoria em que participamos (Aventura), estavam inscritas 21 equipes. Na classificação geral ficamos em terceiro lugar ficamos em quarto lugar, uma excelente marca para uma equipe que nunca tinha disputado uma corrida de aventura. Além do mais ficamos a somente oito minutos da equipe campeã!!
Dicas
O nosso resultado foi a união do objetivo de chegar ao final da prova e também de várias dicas que recebemos antes da corrida em si. Vejam algumas coisas importantes para saber antes de entrar em uma corrida de aventura:

  1. Não pare! Isso mesmo, não pense em parar alguns minutos para descansar durante a prova. O esquema é nunca parar de andar. Coma andando, tome água andando e se esforce para continuar andando durante toda a prova. Isso otimiza o seu tempo e dá o clima da corrida de aventura, que é diferente de um passeio no meio do mato. É claro que paradas para fazer xixi valem, mas não abuse.
  2. Use roupas e equipamentos apropriados. Calça de lycra e camisa de material repelente à água são muito importantes, pois te protegem do sol, de arranhões e secam rapidamente. Uma boa mochila própria para corridas de aventura também é importante e que seja confortável, pois será usada durante todo o percurso.
  3. Comida: No nosso caso levamos pão com queijo e goiabada e vários gels de reposição de carboidratos. O Ruben comeu mais pães, eu sentia aqueles pães pesarem no estômago e fiquei mais nos gels. Aí depende de cada pessoa. Recomendo que cada um veja o que se adapte melhor e use esta opção.
  4. Bebida: Eu levei um camel back (incorporado à mochila) de três litros. Coloquei um gatorade de 500ml e completei com água. No final da prova abri a mochila e tinha sobrado somente uns 3 goles. Deu na tampa! E não espere ter sede ou fome. Coma e beba a intervalos regulares, mesmo sem ter vontado. Isso vai te deixar inteiro para continuar a prova numa boa.
  5. Mapas: Plastifique com contact os mapas que receber pois é fácil molhá-los. Antes disso faça a rota provável com uma caneta marca texto amarela para facilitar a sua orientação. Discuta bem as prováveis rotas e vias com seu companheiro de equipe antes, pois na hora não dá muito tempo e a adrenalina é alta.
  6. Tênis e meias: use tênis apropriado para corrida de aventura (que escoe a água rapidamente) e meias grossas. Existem tênis no mercado entre R$100 e R$400. Eu não iria pagar toda esta grana num tênis para colocar na lama, então comprei um da Tryon, modelo Jungle, em torno de R$100. Muito bom!
  7. Outros: uma boa dica que recebi foi pegar vaselina em pasta e passar nas áreas de atrito (axilas e no meio da perna). Isso evita que ocorram assaduras nestes locais. Além disso dá para se passar a vaselina no pescoço para que a mochila ou o colete salva-vidas não arranhe o pescoço.

Mas a dica mais importante é ter o objetivo fixo de completar a prova. Isso te impulsiona e te leva adiante nas horas em que você não está muito bem.

Sucesso a todos que algum dia queiram participar desta experiência maravilhosa! Vocês já são campeões só por ter a intenção de competir!!

Aproveite e veja também mais dicas, agora da corrida que participei em Balsa Nova e também em Antonina, em 2008.

Veja também:

This entry was posted in Cool, Entretenimento, Esportes, Vegetarianismo. Bookmark the permalink.

19 Responses to Corrida de Aventura para Iniciantes

  1. Terceiro já na primeira?
    Show de bola, parabéns! Veggie power 🙂

    Não tem como não citar o Ultraje:

    “Marcando passo vou seguindo sem ser muito ligeiro
    Com cuidado pra não ser o primeiro
    É bonito, eu imito mas o pódium não é pra mim
    Eu não sou a fim!

    Por isso eu sempre sou
    Terceiro! Ôba-Ôba!”

    😉

  2. Marco Minduin Barbosa says:

    Valeu Rodriguinho !
    Paranbéns Ruben !

    Cuidado que esta curtição vicia.
    Abraços e espero que a proxima vcs façam a prova dos meninos, que as das meninas vc já viram que é facil, rsssss.

    Abraços

    Minduin

  3. PARABÉNS PELOS EXCELENTES RESULTADOS. ACOMPANHEI A PERFORMANCE DE VOCÊS! CONTINUEM ASSIM, COM GARRA E SUPERAÇÃO, SEMPRE!

    GRANDE ABRAÇO,

    DANIELA NANNI
    COBERTURA ONLINE EXTREMAVENTURA
    CAMPINAS/SP

  4. Obrigado a todos, em nome da Vegetarianos e Furiosos!
    Corrigi a classificação, pois no final ficamos em quarto, a oito minutos da equipe campeã!
    Muito bom!!

  5. Júnior says:

    Bem gostei das dicas e meus parabens… tenho vontade mais minha grana tá curta estou por enquanto só nas corridas de rua…. Mas valeu suas palavras valem como insentivo para mim… Estarei participando dia 22/10 de uma corrida de rua aki na minha cidade(Belém/Pa) a corrida do Cirio…. Valeu até mais..

  6. Pingback: Resultado da Corrida de Aventura de Balsa Nova | Empirical Empire

  7. Pingback: Mais Dicas de Corrida de Aventura - Etapa Balsa Nova | Empirical Empire

  8. Roberto Chaves says:

    Olá galera, sou morador do rio de janeiro, cidade de volta e estou procurando parceiros (as) para juntos formamos equipes para as provas de corrida de aventura. Abraços, Valeu, Fui.

  9. rbp says:

    E aih, Stulzer?

    Legal, voce anda correndo! Eu participei do Caloi Adventure Camp em 2005. Fiquei parado ano passado, e agora estou querendo voltar! Quem sabe a gente nao se encontrar em provas por aih 🙂

    Abraco!

  10. Oi rbp! A quanto tempo!!!

    Eu só participei de duas corridas, mas já fui fisgado. 🙂

    Até estou participando da criação de uma federação de corrida de aventura, aqui no Paraná…

    Abraços!

  11. Pingback: Bike Trip Pelo Parque do Tamanduá | Empirical Empire

  12. Pingback: Corrida de Aventura em Antonina | Empirical Empire

  13. Pingback: Corrida de Aventura em Tijucas do Sul - 2008 | Empirical Empire

  14. Pingback: Os Esportes Radicais e Eu: Uma Paixão Insana — Transpirando.com.br

  15. Pingback: Corrida de Aventura em Tijucas do Sul - 2009 — Transpirando.com

  16. Pingback: Os Esportes Radicais e Eu: Uma Paixão Insana — Transpirando.com

  17. Pingback: Descanso de Fim de Ano e um Muito Obrigado a Todos os Amigos — Transpirando.com

  18. Pingback: Do Despertar à Maturidade Esportiva — Transpirando.com

  19. Pingback: Todas as Corridas de Aventura que Participei até Agora — Transpirando.com

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *