Simplicidade e Intervenção Urbana

Achei esta placa hoje depois do almoço, quando ia para o trabalho. Gosto de intervenções urbanas, pois acabam fazendo as pessoas pensarem; algumas, até demais. Acho que estou ficando bom nesta história de parar na hora e tirar uma foto.

PARE virou AR.

Pare, respire! Olhe à sua volta, descubra coisas novas!

Eu gosto muito de coisas simples. Normalmente elas são as mais efetivas; geram um pensamento do tipo: “Como não pensei nisso antes?“. Alguém teve que ser a pessoa iluminado para juntar X com Y e transformar em outra coisa totalmente diferente. Algo novo! Um segundo de inspiração e a criatividade aflorou.

Quem diria que um punhado de joaninhas no quintal de minha casa pudesse gerar um post bem acessado? Eu não sabia, até vê-las andando pelos arbustos. Uma coisa simples e singela, como o crescimento das joaninhas acabou chamando a atenção de bastante gente.

Queria eu que existissem mais coisas simples na vida.

Já dizia Saint-Exupéry:

A perfeição não é quando não há mais nada a ser acrescentado, mas quando não há mais nada a ser tirado.

This entry was posted in Natureza, To Think and tagged , . Bookmark the permalink.

3 Responses to Simplicidade e Intervenção Urbana

  1. Felipe Mobus says:

    Tenho notado, aqui em Porto Alegre, muitas placas de sinalização de trânsito com adesivos colados ou pichadas, prejudicando sua visualização por parte dos motoristas.

    Danificar/roubar sinalização é crime, previsto pelo CTB. Além disso, causa prejuízos à segurança de trânsito.

    Em resumo, quer fazer arte, faça no que é seu ou naquilo que pode ser reparado, sempre levando em conta a segurança dos outros.

  2. Oi Felipe!

    Sim, você tem razão. Mesmo assim acho que o bom senso também faz parte disso. O artista se expressa de várias formas, e esta é uma delas. Eu particularmente não achei nada de errado em fazerem esta intervenção. Ainda mais porque a rua é super tranquila.

    Neste caso eu prefiro o caminho do meio; nem tanto ao céu, nem tanto à terra.

  3. Pingback: Pare de Dirigir, Pedale! — Transpirando.com

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *